Amanhã, onde vamos?
Quinta do Galgo

Quinta do Galgo

Decidimos ir até Braga passear durante três dias. Fizemos uma lista dos vários locais que queríamos visitar. Era uma lista um pouco extensa, com cerca de doze locais a visitar, mas perfeitamente exequível. Contudo, visitámos apenas dois dos locais que constavam da nossa lista: Bom Jesus e Praia Fluvial de Adaúfe. E o que se passou para trairmos desta forma a nossa lista de “Locais a visitar quando formos a Braga”? A culpa foi do maravilhoso local que escolhemos para ficarmos alojados. A linda, especial e magnífica Quinta do Galgo. Já sabe que eu não sei escrever a pedido, portanto tudo que vai ler a seguir é escrito de alma e coração.

Sendo eu uma viciada em tudo que é rural dedico grande parte do meu tempo de pesquisa na internet à “ruralidade” do nosso país. É um vício que tenho e que aprecio bastante. Encontrei há alguns meses no meio de uma das minhas muitas pesquisas a Quinta do Galgo. Assim que vi o vídeo de apresentação da quinta o meu pensamento foi “Uau, como é que eu não descobri isto antes? Tenho de ir a este sítio encantado em breve ”. Veja o vídeo de que falo aqui www.quintadogalgo.pt  . Espetacular, não é? E se lhe disser que o vídeo, apesar de espetacular, não é revelador nem de uma centésima parte da beleza desta quinta? A realidade supera, em muito, a beleza do vídeo e das fotografias. Existem inúmeros pormenores que só podem ser verdadeiramente apreciados com a junção de todos os nossos sentidos. A visão não é suficiente.

A Quinta do Galgo fica na Rua da Aveleira, na freguesia de Pousada, concelho de Braga. Trata-se de uma quinta rural com cerca de 12 hectares com diversos alojamentos devidamente equipados para dar todo o conforto necessário aos seus hóspedes.

Alojamentos disponíveis:

  • Adega
  • Canto
  • Casal
  • Figueira
  • Forno
  • Galgo
  • Loft
  • Varandão

Nós optámos pelo Galgo. Esperamos ir brevemente com amigos e assim ficarmos alojados no Forno ou no Varandão! Queremos muito voltar  e os nossos amigos merecem conhecer esta quinta tão especial. Fomos muito bem recebidos pelo Sr. Miguel e pela D.Elisabete, donos da quinta. Simpáticos, conversadores e muito disponíveis. É notório o gosto e carinho que têm pela quinta, algo que não passa despercebido aos hóspedes que por lá passam. A quinta além de bonita, encontra-se muito bem cuidada.

Falar da Quinta do Galgo não falando dos animais que lá habitam seria injusto, muito injusto. Logo à chegada percebemos que aqui vivem muitos gatos. Eu sou completamente fascinada por gatos. Eu + uma quinta rural deslumbrante + um monte de gatos felizes de volta de mim e eu de volta deles = Perfeição. Simples!

Para além dos gatos existem ainda duas simpáticas cadelas, a Orca e a Stela. Quando vimos a Orca tivemos um bocadinho de medo mas este medo só durou uns segundos. Depois percebemos que é um doce e uma simpatia para os hóspedes e o medo foi-se. É grande, muito grande mesmo e sim, impõe respeito. Se é uma querida com os hóspedes o mesmo já não se pode dizer com os gatos. É um bocado mazinha com eles e adorava roubar-lhes a comida.

Existe ainda um casal de burros na quinta. Com um pouco de paciência e feno rapidamente conquista-se a confiança deles. E se eles virarem as costas quando o feno terminar, vá buscar mais feno porque eles são queridos mas também um bocadinho interesseiros e espertos. Adoro burros! Numa próxima vez vou pedir ao Sr. Miguel para me deixar ir para o outro lado da cerca e assim ficar algum tempo no meio deles.

Falemos agora da piscina. É uma tristeza eu não saber nadar. E o Dani apesar de saber nadar, não pode ainda enfiar-se dentro de piscinas. Talvez no próximo Verão já possa. Acho que nunca tive tanta pena de não saber nadar como nesta estadia na Quinta do Galgo. A piscina é tão convidativa, está num espaço tão bonito e acolhedor… Durante estes três dias passámos aqui muito do nosso tempo (por isso não demos importância à nossa lista de “Locais a visitar quando formos a Braga”). Eu apanhei banhos de sol (com moderação e muito protetor solar, é claro) e o Dani apanhou imensos banhos de sombra (melhor que nada não é?) e eu meti-me dentro da piscina muitas vezes. Vim de lá com vontade de aprender a nadar.

 

A Quinta do Galgo tem ainda um salão de jogos onde se pode jogar snooker, matraquilhos e ténis de mesa.

Aprecie agora mais algumas das muitas fotografias que tiramos durante a nossa estadia. Lembre-se que estas fotografias apesar de bonitas ficam muito aquém da verdadeira beleza deste espaço. Se for a Braga e não souber onde ficar alojado tem aqui uma bela sugestão. Quinta do Galgo, um paraíso rural, onde reinam as cores e os sons da natureza e onde os pequenos detalhes tornam qualquer estadia inesquecível e deixam uma imensa vontade de repetir a experiência. Voltaremos, com toda a certeza!

 

4 Responses

  1. Boa noite Fernanda!
    A intenção é mesmo essa… deixar as pessoas com vontade de lá ir! Nós iremos voltar certamente! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to Top