Amanhã, onde vamos?
Parque da Cidade do Porto – O pulmão verde da Invicta

Parque da Cidade do Porto – O pulmão verde da Invicta

Considerado por muitos como o pulmão da cidade do Porto, o Parque da Cidade foi o local que escolhemos para passear no feriado de 1 de Maio. Foi uma tarde tranquila, de um caminhar a passo lento, com tempo para observar, fotografar e sentir a Natureza.

São mais de 80 hectares, o que torna o Parque da Cidade do Porto no maior parque urbano de Portugal. Trata-se de um projeto da autoria do arquiteto Sidónio Pardal, sendo que a primeira fase foi inaugurada em 1993. A extensão do Parque nesta fase em nada tinha a ver com a sua atual dimensão. O projeto continuou a ser desenvolvido nos anos seguintes chegando a ser distinguido pela Ordem dos Engenheiros com uma das “100 obras mais notáveis construídas do século XX em Portugal”.

A imensidão da cor verde deste Parque é algo absolutamente encantador. As paisagens são deslumbrantes e transmissoras de uma imensa tranquilidade e paz. Quem adora estar em contacto com a Natureza facilmente ficará fascinado por este Parque. A rede de caminhos ao longo do Parque tem cerca de 10 km.

O Parque da Cidade do Porto convida à prática de desporto sendo por isso o lugar de eleição para muitas pessoas que gostam de correr ou andar de bicicleta. Neste dia estavam imensas famílias no Parque, umas a praticar desporto, outras a fazer piqueniques, pais e filhos a jogar à bola e outros, como nós, apenas a caminhar tranquilamente e a fotografar. Quem gosta de fotografia sentirá alguma dificuldade em controlar a enorme vontade de registar tantos pormenores subtis que aqui se encontram. É local perfeito também para meditar ou ler um livro.

É composto por relvados, zonas arborizadas, vários lagos, com diversos elementos de pedra (provenientes de demolições de edifícios e de outras estruturas o que lhe confere uma beleza singular), tudo harmoniosamente arquitetado.

É frequente os visitantes do Parque passearem aqui os seus cães. Neste dia, estavam várias dezenas de cães, seguramente cerca de 30 raças de cães, felizes. Constatámos que os donos dos cães que por nós passaram eram pessoas responsáveis. Os cães que vimos estavam todos com trela o que para quem tem algum medo de cães, poderá ser uma informação importante.

No que respeita à fauna e a flora aqui existentes estas são variadas.

Ao nível da flora aqui poderá encontrar diversas espécies, nomeadamente: pinheiro manso, pinheiro bravo, plátano, choupo, carvalho, salgueiro, vidoeiro,…

A fauna do Parque da Cidade é também de grande riqueza, sendo possível observar-se diversas espécies designadamente: guarda-rios (que são de uma incrível beleza), pato-real, garça boieira, rola-do-mar, cisne mudo, ganso, enguia europeia, peixe-gato, e muitas mais.

O parque dispõe de diversas infraestruturas, nomeadamente WC públicos; cafetaria/restaurantes; aparcamento de bicicleta; campos desportivos, ciclovia partilhada, Centro de Educação Ambiental (CEA), …

Informações adicionais

Entrada: grátis

Localização: Estrada Interior da Circunvalação, 15443; 4100-083 Porto

O Parque da Cidade tem várias entradas: pela beira-mar, pela Circunvalação e pela avenida da Boavista.

Acesso de transportes públicos:

Metro: Linha A; Estação: Câmara de Matosinhos (ligação c/ Autocarros Urbanos)

STCP: 200, 203, 205, 500, 502 e 504

Horário: 1 de outubro a 31 março, 7h00-22h00; 1 de abril a 30 setembro, 7h00-00h00

(nota: o site oficial da Câmara Municipal do Porto deve ser consultado uma vez que poderão surgir alterações relativamente aos horários.)

*Passeio realizado no dia 1 de Maio de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to Top